Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Terça, 29 Agosto 2017 13:49
LUTA POR DIREITOS

Dupla vulnerabilidade é tema de seminário promovido pela Semudh

Evento discutiu a violência contra mulheres com deficiência

Seminário foi construído pelas Superintendências da Pessoa com Deficiência e a da Mulher, que neste mês desenvolveram várias ações em alusão à semana da Pessoa com Deficiência e também à Campanha Agosto Lilás Seminário foi construído pelas Superintendências da Pessoa com Deficiência e a da Mulher, que neste mês desenvolveram várias ações em alusão à semana da Pessoa com Deficiência e também à Campanha Agosto Lilás Ascom/Semudh
Texto de Tácila Clímaco

Com o intuito de debater o enfrentamento à violência contra as mulheres e discutir a garantia dos seus direitos, levando em conta as especificidades e necessidades das mulheres com deficiência, a Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh), promoveu nesta segunda-feira (28), o Seminário de Enfrentamento à Violência contra Mulheres com Deficiência: violência contra uma é violência contra todas.

“Esse momento contempla dois segmentos muito importantes para a Semudh: Mulher e Pessoa com Deficiência. O seminário foi construído pelas Superintendências da Pessoa com Deficiência e a da Mulher, que neste mês desenvolveram várias ações em alusão à semana da Pessoa com Deficiência e também à Campanha Agosto Lilás, e teve como objetivo discutir gênero e deficiência, participação social e enfrentamento à violência contra a mulher com deficiência”, ressaltou a secretária da Mulher e dos Direitos Humanos, Claudia Simões.

A solenidade de abertura do evento, que aconteceu no Auditório da Fundação de Apoio e Amparo à Pesquisa (Fapeal), no Centro de Maceió, contou com a apresentação musical do Coral Carlos Gomes, do Centro Estadual de Cegos Cyro Accioly, e emocionou o público presente.

Durante o seminário foram exibidos dois painéis de debates: “Do estigma ao empoderamento: a autoestima da mulher com deficiência”, exposto pela deputada federal Roseane Cavalcante de Freitas Estrela (Rosinha da Adefal), e debatido pela secretária da Mulher e dos Direitos Humanos, Claudia Simões, e Os Direitos das Mulheres com Deficiência, apresentado por Flávia Maria Paiva Vital, bacharel em Comunicação Social, e discutido pela superintendente da Pessoa com Deficiência, Dilma Pinheiro.

 “A mulher com deficiência está exposta à violência dupla. Precisamos nos unir, pois não existe força num movimento isolado. Fico feliz em saber que a Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos tem lutado pela causa da Pessoa com Deficiência, em Alagoas, concluiu Flávia Vital, que foi responsável pela implantação do Projeto “Cidade Acessível é Direitos Humanos”, em Campinas, São Paulo.

O evento contou com a presença de representantes do Tribunal de Justiça de Alagoas, Secretaria de Estado da Segurança Pública, Ministério Público, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e dos Conselhos Estaduais de Defesa dos Direitos da Mulher (Cedim) e da Pessoa com Deficiência.