Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Terça, 03 Outubro 2017 13:09
MULHERES EMPREENDEDORAS

Curso amplia oportunidades de emprego para mulheres em situação de vulnerabilidade

Projeto ressalta a importância da autonomia financeira no combate à violência de gênero

Oficina de orientação profissional teve o intuito de desenvolver habilidades, conhecimento e atitudes, na hora de buscar um emprego Oficina de orientação profissional teve o intuito de desenvolver habilidades, conhecimento e atitudes, na hora de buscar um emprego Tallyta Marques
Texto de Tácila Clímaco

Com o objetivo de ampliar a oportunidade de emprego para mulheres em situação de vulnerabilidade, a Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh), por meio da Superintendência da Mulher, em parceria com a Secretaria de Estado do Trabalho e Emprego (Sete), realizou, nesta terça-feira (3), mais uma etapa do curso ‘Mulheres Empreendedoras’.

Esta etapa contou com uma oficina de orientação profissional, que teve como intuito desenvolver nas participantes habilidades, conhecimento e atitudes, na hora de buscar um emprego.

(Fotos: Tallyta Marques)

“Por meio de oficinas como esta, essas mulheres passam a ter mais noção de como devem se comportar numa entrevista de emprego, como devem se preparar para as oportunidades que surgirem, entre outras coisas”, destacou a superintendente de Relações do Trabalho e Emprego do Sine em Alagoas, Renata Medeiros.

A dona de casa Claudia Maria dos Santos participa do projeto desde o início. “Moro em Rio Largo e, apesar da distância, vi no curso uma oportunidade de aprender. O meu objetivo é montar uma cooperativa de artesanato, com mulheres que, assim como eu, sonham em ser financeiramente independentes”, afirmou a dona de casa.

Para a superintendente da Mulher, Caroline Fidelis, a iniciativa ajuda na quebra do ciclo de violência de gênero. “Buscar a autonomia financeira dessas mulheres é extremamente importante, uma vez que a questão financeira também é um dos fatores que as desencoraja a se libertarem de um relacionamento abusivo. Que o ‘Mulheres Empreendedoras’ possa contribuir para a independência financeira das participantes”, ressaltou a superintendente.

Além da oficina de orientação profissional foi realizada a emissão de Carteiras de Trabalho e também cadastro no Sine.