Notícia

Mulher e Direitos Humanos

Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas
Quarta, 22 Maio 2019 21:58
INCLUSÃO NO ESPORTE

Time feminino de vôlei sentado recebe doação de uniformes da Semudh

A equipe alagoana será a única a representar o Nordeste na primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Vôlei Sentado, em Goiás

O time é o único representante do Nordeste a participar da 1ª etapa do Campeonato Brasileiro de Vôlei Sentado O time é o único representante do Nordeste a participar da 1ª etapa do Campeonato Brasileiro de Vôlei Sentado Joanna de Ângelis
Texto de Joanna de Ângelis

A prática e a disseminação de atividades esportivas voltadas para a população portadora de deficiência têm grande relevância no processo de inclusão social, além de contribuir com o desenvolvimento físico e mental dos atletas. A Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh) tem como prioridade incentivar o crescimento dessas atividades, proporcionando apoio às ações que visem maior participação de atletas alagoanos em competições dentro e fora do Estado. 
 
A Associação Atlética Anthares é uma das entidades que se destacam pelo empenho do  time alagoano feminino de vôlei sentado que, em 2019, representará Alagoas em uma competição nacional. Por esta razão, a equipe foi agraciada nesta quarta-feira (22) com a doação de novos uniformes os quais serão utilizados pelos participantes do  campeonato.
 
O time é o único representante do Nordeste a participar da 1ª etapa do Campeonato Brasileiro de Vôlei Sentado, que acontece nos próximos dias 23 a 26 de maio, em Anápolis, Goiás. 
WhatsApp Image 2019 05 22 at 18.08.58 1
 
“A inclusão da pessoa com deficiência em práticas esportivas é uma linha que temos trabalhado ativamente dentro da Semudh. A parceria com a Associação Atlética Anthares busca fortalecer a representação do nosso Estado frente a competições nacionais e internacionais, incentivando e motivando figuras femininas a se destacarem, como acontece em esportes como futebol e basquete. Nossa intenção é ampliar a visibilidade do esporte paraolímpico envolvendo o público da pessoa com deficiência como protagonista.”, destaca Gino César Meneses, superintendente de Políticas para Pessoa com Deficiência da Semudh.
 
 
Desafios
 
Segundo a Associação Atlética Anthares, o vôlei sentado chegou a Alagoas em 2005. Marcelo Sarmento, técnico e fundador da Associação, conta as expectativas e motivações que o incentivaram a persistir na paixão pelo desporto: “Como treinador de vôlei, o meu objetivo ao fundar a Associação era criar uma equipe que pudesse participar das competições oficiais em nível estadual e regional. Em 2005, conheci o paradesporto e me encantei. A minha paixão pelo esporte me motivou a procurar e investir nessa ideia, e, nos últimos três anos conseguimos nos firmar com equipes fixas, que vem conquistando cada vez mais espaço”. 
 
“Sabemos a dificuldade que existe em crescer com poucos investimentos. Precisamos dar visibilidade e valorizar o esporte como um caminho que guia o jovem para o sucesso, através da disciplina, do esforço, do talento e seguir dando oportunidades para que eles consigam alçar vôos maiores. A Semudh está à disposição para contribuir com o que estiver em nosso alcance. A Associação Atlética Anthares e todo o trabalho desenvolvido por ela é um dos exemplos que merece mais que parabéns pela trajetória vitoriosa que está construindo”, destacou a secretária da Mulher e dos Direitos Humanos, Maria Silva.
 
WhatsApp Image 2019 05 22 at 18.08.57
 
Alagoana na seleção brasileira 
 
“Hoje, o vôlei sentado representa tudo na minha vida”. A frase é da Géssica Araújo, estudante de zootecnia de 18 anos, atleta paraolímpica campeã em 2017, que foi recém convocada para a Seleção Brasileira de Vôlei Sentado, sendo a única representante do Nordeste. “Fiquei muito feliz com a convocação para a seleção, e agora espero ir para o Peru ainda este ano representando meu País e meu Estado no ParaPan-Americano”, completa. 
 
Para Marcelo, conquistar parceiros em nível estadual é fundamental para o avanço do esporte em âmbito nacional. “Ter a Semudh ao nosso lado é uma ajuda e tanto. Temos história representando o Nordeste desde 2005 e na nossa camisa carregamos o nome do nosso Estado. Esse apoio é um investimento para nosso crescimento e nossas conquistas. É uma dificuldade danada conseguir parceiros, patrocinadores, e tudo mais. Nossas atletas já estavam há 5 anos utilizando o mesmo uniforme. Com o uniforme novo até a nossa motivação se renova”.
 
O Esporte
 
O vôlei sentado surgiu em 1956 da junção do vôlei convencional com um esporte alemão praticado por pessoas com pouca mobilidade, chamado sitzbal. No entanto, a estreia das mulheres só ocorreu nos Jogos de Atenas em 2004, embora  o Brasil só tenha sua primeira participação em uma competição oficial no esporte nas Paraolimpíadas de Londres em 2012. 
 
Cada time do Vôlei Sentado é formado por seis jogadores, que atuam sentados no chão e podem tocar na bola até três vezes. Com dimensões diferenciadas da quadra convencional, a quadra possui dimensão de apenas 6m x 10m, e a disputa é realizada em três sets de 25 pontos.